BRIGADA DE TRÂNSITO

PAINEL DO USUÁRIO
Convidado
Mensagens: 0


Alterar
Ver
Tópicos e mensagens

TRÂNSITO
LINKS RÁPIDOS

 



 
     
-
 
Votação

LIMITE VELOCIDADE NA AUTO ESTRADA

48% 48% [ 172 ]
52% 52% [ 185 ]

Total dos votos : 357

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Abril 2018
SegTerQuaQuiSexSabDom
      1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30      

Calendário Calendário

POSTO VIRTUAL

 




Governo abandona projecto de videovigilância nas florestas

Ir em baixo

31032011

Mensagem 

Governo abandona projecto de videovigilância nas florestas




Governo abandona projecto de videovigilância nas florestas

O secretário de Estado da Protecção Civil, Vasco Franco diz que “não há condições para avançar” devido ao custo elevado de instalação do sistema.

O Ministério da Administração Interna suspendeu o projecto de instalação de videovigilância nas florestas portuguesas, ao que a Renascença apurou. Na base da decisão está a falta de verbas. Como consequência, cai o tão prometido projecto que iria ajudar na prevenção e combate aos fogos.

A decisão está tomada e não há condições para avançar, diz o secretário de Estado da Protecção Civil, Vasco Franco. “Não vou tornear a questão - é um projecto que abandonámos."

Vasco Franco acrescenta que o projecto “tem um custo muito elevado e seria incompreensível nós estarmos a discutir parar obras públicas importantíssimas e continuarmos a avançar”.

A decisão põe assim um ponto final num trabalho de quase dois anos, na altura em que o Ministério esperava começar a poder contar com mais esse instrumento de trabalho. Basta para isso recordar variadíssimas promessas feitas pelo próprio Vasco Franco.

O projecto, que não chega sequer a ser lançado em concurso público internacional, tinha um custo global de 15 milhões de euros e previa a instalação de cerca de 750 câmaras em todos os 18 distritos do Continente. A instalação iria ser feita de forma gradual, ao longo de três anos.

Nos largos meses de estudos, reuniões e previsões, estimava-se que 75% do projecto fosse financiado com dinheiros do QREN (Quadro de Referência Estratégico Nacional) e que os restantes 15% fossem investidos pelo Governo. Agora está abandonado.

http://www.rr.pt/informacao_detalhe.aspx?fid=92&did=149033


avatar
BTBRAVO
2º COMANDANTE
 2º COMANDANTE

PAÍS :
MENSAGENS : 6247
LOCALIZAÇÃO : Lisboa
EMPREGO : BRIGADA DE TRÂNSITO
INSCRIÇÃO : 05/02/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

Compartilhar este artigo em: diggdeliciousredditstumbleuponslashdotyahoogooglelive

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum