BRIGADA DE TRÂNSITO

PAINEL DO USUÁRIO
Convidado
Mensagens: 0


Alterar
Ver
Tópicos e mensagens

TRÂNSITO
LINKS RÁPIDOS

 



 
     
-
 
Votação

LIMITE VELOCIDADE NA AUTO ESTRADA

48% 48% [ 172 ]
52% 52% [ 185 ]

Total dos votos : 357

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Dezembro 2017
SegTerQuaQuiSexSabDom
    123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Calendário Calendário

POSTO VIRTUAL

 




Cidadãos entregam no Parlamento 35700 assinaturas contra portagens na A23, A24 e A25

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

23032011

Mensagem 

Cidadãos entregam no Parlamento 35700 assinaturas contra portagens na A23, A24 e A25




Cidadãos entregam no Parlamento 35700 assinaturas contra portagens na A23, A24 e A25

Um grupo de cidadãos entregou hoje na Assembleia da República mais de 35.700 assinaturas para que os deputados recomendem ao Governo que desista da introdução de portagens nas autoestradas A23, A24 e A25.

Os representantes da Comissão de Utentes Contra as Portagens naquelas SCUT (vias sem custos para o utilizador) foram de Viseu, Vila Real, Guarda e Castelo Branco a Lisboa para entregar 35.702 assinaturas, 565 das quais de entidades coletivas, como empresas, autarquias e associações.

Segundo Francisco Almeida, as assinaturas mostram que "a revolta e a indignação das pessoas é muito grande".

"O que o Governo está a querer fazer a estes quatro distritos é dizer-lhes que, nas suas deslocações inter-regionais, só podem fazê-lo pagando, porque não há alternativas", disse o porta-voz, exemplificando que a A23 foi construída sobre as estradas antigas de forma a não haver agora outra via.

O representante salientou também que muitas das estradas ditas alternativas são hoje ruas de diversas povoações, em muitas das quais não passam veículos de transporte de mercadorias, de maior dimensão.

Segundo Francisco Almeida, há, no entanto, outra razão contra o pagamento.

"Estas autoestradas atravessam regiões que têm um poder de compra que é metade da média nacional. Foram estas, aliás, as razões que o engenheiro José Sócrates utilizou na última campanha eleitoral para dizer que estas autoestradas não iriam ter portagens", referiu.

"Estamos de acordo, nós não mudamos de opinião. Quem mudou de opinião foi o Governo", acrescentou.

No abaixo-assinado, o grupo de cidadãos pede aos deputados que recomendem ao Governo que desista da introdução de portagens nas SCUT, "principalmente os deputados que foram eleitos pelos distritos" abrangidos.

O grupo marcou para o dia 8 diversas ações de protesto em várias cidades do interior e promete não desistir da luta caso os condutores comecem a pagar portagens no dia 15 de abril, como está previsto.

"Somos gente da Beira e de Trás-os-Montes. Não desanimamos à primeira contrariedade e portanto, se alguém imaginar na área do poder que a introdução de portagens em abril vai matar o protesto das pessoas, desengane-se ou, como se diz na nossa região, tire o cavalinho da chuva", advertiu.

As autoestradas em causa ligam Aveiro/Vilar Formoso (A25), Guarda/Castelo Branco/Torres Novas (A23) e Viseu/Vila Real (A24).

http://sic.sapo.pt/online/noticias/pais/Cidadaos+entregam+no+Parlamento+35700+assinaturas+contra+portagens.htm


avatar
BTBRAVO
2º COMANDANTE
 2º COMANDANTE

PAÍS :
MENSAGENS : 6247
LOCALIZAÇÃO : Lisboa
EMPREGO : BRIGADA DE TRÂNSITO
INSCRIÇÃO : 05/02/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

Compartilhar este artigo em: diggdeliciousredditstumbleuponslashdotyahoogooglelive

Cidadãos entregam no Parlamento 35700 assinaturas contra portagens na A23, A24 e A25 :: Comentários

avatar

Mensagem em Qua 23 Mar 2011 - 10:10 por MAKARIO

Há uns anos uma especialidade, de uma força de segurança, mais de dois milhares de portugueses reivindicaram julgo o artigo 13 da constituição portuguesa, esses militares prevendo já nessa altura a anarquia de hoje elaboraram uma petição com cerca de 9400 assinaturas.

Foi discutida, mas como o que é só o que se faz na AR não passou disso de uma discussão.

A sinistralidade que outrora preocupava, hoje nada interessa, nos açores ou madeira ocorreu um acidente em que 5 pessoas perderam a vida, nada mais foi noticiado que na imprensa regional.


Voltar ao Topo Ir em baixo

avatar

Mensagem em Qua 23 Mar 2011 - 10:25 por lutador007

e ainda à quem diga que está tudo igual

1.º tiraram a assistencia aos nossos familiares.

2.º aumentaram o tempo de serviço.

3.º congelaram os escalões o tempo que quiseram

4.º acabaram com a melhor unidade da GNR.

5.º promoveram uns e esqueceram outros.

6.º uns já estão nos niveis outros nada.

7.º e os rectroativos a ver vamos.

já não digo mais

realmente isto não mudou nada.

Voltar ao Topo Ir em baixo

avatar

Mensagem em Qua 23 Mar 2011 - 16:16 por MAKARIO

Ó lutador 007 se hoje o Salgueiro Maia chegasse ao terreiro do passo olhava para tra´s e só via a sombra.

Greves de cócó que temos, os camionistas foi o que se viu, andaram à pedrada uns contra os outros, a Brigada uma altura teve uma greve segundo se falou, mal deram papas e bolos aos tolos acabou.

Cada qual por si, mas muitos adem ver-se lixados para os xifres lhes caberem no quarto, pois quem vende a alma ao diabo fica xifrudo.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem  por Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum