BRIGADA DE TRÂNSITO

PAINEL DO USUÁRIO
Convidado
Mensagens: 0


Alterar
Ver
Tópicos e mensagens

TRÂNSITO
LINKS RÁPIDOS

 



 
     
-
 
Votação

LIMITE VELOCIDADE NA AUTO ESTRADA

48% 48% [ 172 ]
52% 52% [ 185 ]

Total dos votos : 357

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Abril 2018
SegTerQuaQuiSexSabDom
      1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30      

Calendário Calendário

POSTO VIRTUAL

 




Investigação criminal pode paralisar em Portugal

Ir em baixo

05032011

Mensagem 

Investigação criminal pode paralisar em Portugal




Investigação criminal pode paralisar em Portugal

O diretor geral da Polícia Judiciária considera "injustas e insensatas" as críticas deixadas pelos investigadores. Almeida Rodrigues acusa o presidente do sindicato de falta de bom senso ao ter recusado os aumentos propostos, numa altura em que o país atravessa graves dificuldades. A associação sindical já respondeu e considerou a proposta sem base para ser negociada.

Os investigadores da Policia Judiciária vão entregar novos pré-avisos de greve que poder incluir os funcionários que estão de prevenção, uma situação que pode paralisar a investigação criminal.

Há dois meses e meio que os investigadores fazem greve ao trabalho extraordinário e, de acordo com a associação sindical do sector, por causa da paralisação foram feitas menos 169 detenções e menos 597 inquéritos do que em igual período do ano passado.

A Associação Sindical considera ainda que direção da Policia Judiciária devia demitir-se porque não tem capacidade para resolver os problemas da instituição.

Esta manhã na RTP o vice-presidente da associação sindical, Miguel Sousa, considerou que a sua associação terá como primeira prioridade não chegar tão baixo como chegou o diretor geral da Polícia Judiciária.

“Há que dizer que não vamos descer ao nível a que desceu o senhor diretor nacional e vamos manter o nível que nos carateriza desde a nossa existência. Entendemos que ele cria um certo prejuízo à própria carreira de investigação criminal porque tenta influenciar a opinião pública quando vem dizer que em 2009 nos foi proposto um aumento de 50 por cento, o que não corresponde à verdade”, referiu Miguel Sousa.

Para o vice da associação sindical o referido aumento de 50 por cento resultava em 75 cêntimos que com os atuais cortes daria em 55 cêntimos, o que a associação considerou ser inaceitável e, por isso, sem possibilidade de ser discutida.

http://tv2.rtp.pt/noticias/index.php?t=Investigacao-criminal-pode-paralisar-em-Portugal.rtp&article=421799&layout=10&visual=3&tm=8


avatar
BTBRAVO
2º COMANDANTE
 2º COMANDANTE

PAÍS :
MENSAGENS : 6247
LOCALIZAÇÃO : Lisboa
EMPREGO : BRIGADA DE TRÂNSITO
INSCRIÇÃO : 05/02/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

Compartilhar este artigo em: diggdeliciousredditstumbleuponslashdotyahoogooglelive

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum