BRIGADA DE TRÂNSITO

PAINEL DO USUÁRIO
Convidado
Mensagens: 0


Alterar
Ver
Tópicos e mensagens

TRÂNSITO
LINKS RÁPIDOS

 



 
     
-
 
Votação

LIMITE VELOCIDADE NA AUTO ESTRADA

48% 48% [ 172 ]
52% 52% [ 185 ]

Total dos votos : 357

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Novembro 2017
SegTerQuaQuiSexSabDom
  12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930   

Calendário Calendário

POSTO VIRTUAL

 




Investigação criminal pode paralisar em Portugal

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

05032011

Mensagem 

Investigação criminal pode paralisar em Portugal




Investigação criminal pode paralisar em Portugal

O diretor geral da Polícia Judiciária considera "injustas e insensatas" as críticas deixadas pelos investigadores. Almeida Rodrigues acusa o presidente do sindicato de falta de bom senso ao ter recusado os aumentos propostos, numa altura em que o país atravessa graves dificuldades. A associação sindical já respondeu e considerou a proposta sem base para ser negociada.

Os investigadores da Policia Judiciária vão entregar novos pré-avisos de greve que poder incluir os funcionários que estão de prevenção, uma situação que pode paralisar a investigação criminal.

Há dois meses e meio que os investigadores fazem greve ao trabalho extraordinário e, de acordo com a associação sindical do sector, por causa da paralisação foram feitas menos 169 detenções e menos 597 inquéritos do que em igual período do ano passado.

A Associação Sindical considera ainda que direção da Policia Judiciária devia demitir-se porque não tem capacidade para resolver os problemas da instituição.

Esta manhã na RTP o vice-presidente da associação sindical, Miguel Sousa, considerou que a sua associação terá como primeira prioridade não chegar tão baixo como chegou o diretor geral da Polícia Judiciária.

“Há que dizer que não vamos descer ao nível a que desceu o senhor diretor nacional e vamos manter o nível que nos carateriza desde a nossa existência. Entendemos que ele cria um certo prejuízo à própria carreira de investigação criminal porque tenta influenciar a opinião pública quando vem dizer que em 2009 nos foi proposto um aumento de 50 por cento, o que não corresponde à verdade”, referiu Miguel Sousa.

Para o vice da associação sindical o referido aumento de 50 por cento resultava em 75 cêntimos que com os atuais cortes daria em 55 cêntimos, o que a associação considerou ser inaceitável e, por isso, sem possibilidade de ser discutida.

http://tv2.rtp.pt/noticias/index.php?t=Investigacao-criminal-pode-paralisar-em-Portugal.rtp&article=421799&layout=10&visual=3&tm=8


avatar
BTBRAVO
2º COMANDANTE
 2º COMANDANTE

PAÍS :
MENSAGENS : 6247
LOCALIZAÇÃO : Lisboa
EMPREGO : BRIGADA DE TRÂNSITO
INSCRIÇÃO : 05/02/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

Compartilhar este artigo em: BookmarksDiggRedditDel.icio.usGoogleLiveSlashdotNetscapeTechnoratiStumbleUponNewsvineFurlYahoo!Smarking

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum