BRIGADA DE TRÂNSITO

PAINEL DO USUÁRIO
Convidado
Mensagens: 0


Alterar
Ver
Tópicos e mensagens

TRÂNSITO
LINKS RÁPIDOS

 



 
     
-
 
Votação

LIMITE VELOCIDADE NA AUTO ESTRADA

48% 48% [ 172 ]
52% 52% [ 185 ]

Total dos votos : 357

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Novembro 2017
SegTerQuaQuiSexSabDom
  12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930   

Calendário Calendário

POSTO VIRTUAL

 




Rui Pereira: Uma resistência secreta

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

29012011

Mensagem 

Rui Pereira: Uma resistência secreta




Uma resistência secreta

por FILOMENA MARTINS

Rui Pereira tem culpa directa da trapalhada das eleições do passado domingo? Parto do princípio de que não. Era sua a tarefa de ter garantido que tudo funcionasse sem problemas? Sem margem para dúvidas. Deve tirar ilações do processo e as respectivas consequências? Definitivamente. E isso passa por um pedido de demissão? Depende da sua consciência. É algo a que a maioria chama a responsabilidade política. Eu prefiro chamar-lhe apenas ética.

No caso de Rui Pereira, tudo seria muito menos questionável, apesar da enorme gravidade do que se passou - sobretudo se houve uma opção economicista orçamental - se fosse o seu primeiro caso. Não é. E, umas vezes com pedido de desculpas, outras nem isso, não me parece que seja o último. Porque este ministro tem uma resistência secreta para se manter no cargo.

Em Portugal, a memória é, de facto, curta. Mas não é preciso fazer grandes exercícios, nem sequer ser exaustivo para elencar uma sucessão de casos que o envolvem. Vejamos: este é o ministro que há dois anos, quando os camionistas mantiveram o País sequestrado naquele célebre Verão, se manteve tranquilo no Brasil. Este é o ministro que fez publicar uma segunda versão, melhorada, do primeiro relatório de segurança interna sem os dados da violência escolar. Este é o ministro que apresentou as estatísticas da criminalidade com um "apagão" nos crimes com armas de fogo. Este é o ministro que criou o cargo de "superpolícia" que ninguém quer, por ser desautorizado e esvaziado de funções. Este é o ministro que para calar a manifestação de polícias no Terreiro do Paço cedeu a toda a linha nos extras em plena fase de anúncio dos cortes na função pública. Este é o ministro que não disse uma palavra quando o comandante-geral da GNR se auto-aumentou no mesmo período. Este é o ministro que fez com que Portugal tivesse a única estratégia secreta antiterrorismo da União Europeia. Este é o ministro que assinou um acordo de troca de dados com os EUA sem dar conhecimento à Assembleia. Este é o ministro da inenarrável história dos blindados.

Como José Sócrates disse ontem no Parlamento, o que se passou nas eleições presidenciais foi "lamentável", "não devia ter acontecido" e "devia estar previsto". Ora, apesar desta assunção do erro, o que temos para já? A demissão dos dois directores-gerais da Administração Interna e Eleitoral - "depois do que aconteceu, não podia fazer outra coisa", disse um deles num gesto de dignidade rara. E, após o inquérito prometido (e cujas conclusões outro ministro, Silva Pereira, já antecipou como "um problema técnico"), o que podemos vir a ter? Que um qualquer programador informático, um electricista e talvez a mulher da limpeza, que deve ter levado na algibeira do avental a ordem para que os eleitores que tinham mudado de número fossem avisados, engrossem também a lista de mais de 600 mil desempregados do País.

E Rui Pereira? Mais uma vez, não parece ter problemas éticos ou de consciência.

http://www.dn.pt/inicio/opiniao/interior.aspx?content_id=1769621&seccao=Filomena%20Martins&tag=Opini%E3o%20-%20Em%20Foco


avatar
BTBRAVO
2º COMANDANTE
 2º COMANDANTE

PAÍS :
MENSAGENS : 6247
LOCALIZAÇÃO : Lisboa
EMPREGO : BRIGADA DE TRÂNSITO
INSCRIÇÃO : 05/02/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

Compartilhar este artigo em: BookmarksDiggRedditDel.icio.usGoogleLiveSlashdotNetscapeTechnoratiStumbleUponNewsvineFurlYahoo!Smarking

Rui Pereira: Uma resistência secreta :: Comentários

avatar

Mensagem em Sab 29 Jan 2011 - 12:09 por grepolis

Claro que têm culpas afinal não é este senhor o responsável pelo Ministério da Administração Interna e do qual têm a responsabilidade pelo bom funcionamento dos actos eleitorais em todos os sentidos.
Pois é eu não votei por causa desta trapalhada toda destes senhores, mas o voto não é um dever cívico de todos os Portugueses como estes senhores as vezes fazem questão de frisar e de apelar ao povo para ir votar, é que eu e muitos como eu não exercemos o nosso dever cívico, não foi por não querer mas sim porque não nos deixaram exercer esse dever cívico.
Ah.......... ou será que como era para as Presidências e como não para votar neste (des)governo isso não interessava muito, afinal o candidato ganhador nem era dos da sua cor partidária.
Muito sinceramente já que não pode votar para estas eleições( do qual o tenho feito a muitos e muitos anos ) nunca mais irei votar vou ser mais um a fazer parte do grande número da abstenção é o que eles merecem pela falta de respeito que têm com os Portugueses .

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum