BRIGADA DE TRÂNSITO

PAINEL DO USUÁRIO
Convidado
Mensagens: 0


Alterar
Ver
Tópicos e mensagens

TRÂNSITO
LINKS RÁPIDOS

 



 
     
-
 
Votação

LIMITE VELOCIDADE NA AUTO ESTRADA

48% 48% [ 172 ]
52% 52% [ 185 ]

Total dos votos : 357

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Setembro 2017
SegTerQuaQuiSexSabDom
    123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930 

Calendário Calendário

POSTO VIRTUAL

 




As compras do Estado

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

16012011

Mensagem 

As compras do Estado




As compras do Estado


Todos os últimos grandes contratos militares do Estado português geraram polémicas. Algumas caricatas, outras inadmissíveis, mas, e o que importa aqui referir, todas perfeitamente inaceitáveis. Algo tem de estar muito mal para que nenhuma das últimas compras - submarinos, viaturas Pandur, pistolas Glock ou blindados - corra de forma perfeitamente tranquila e sem sobressaltos.

Provavelmente, basta que os contratos públicos assinados pelo Governo que estiver no poder sejam perfeitamente claros e inequívocos para com os fornecedores: quer no que respeita às contrapartidas, quer em relação às indemnizações por incumprimentos ou falhas. Mas aquilo a que assistimos é exactamente o contrário. Tudo começa com um processo atabalhoado nos contratos de compras e termina com uma troca de acusações com as empresas fornecedoras em caso de avarias.

O último caso é o dos blindados. Depois da demora em dar explicações sobre um processo que avançou sem visto prévio do Tribunal de Contas, o Governo anunciou que vai denunciar o contrato e pedir para ser ressarcido. Mas a empresa fornecedora contrapõe que a responsabilidade é da PSP, e o processo promete arrastar-se nos tribunais (ver págs. 16 e 17) muito mais tempo que a novela da chegada destas viaturas, que, recorde--se, era suposto terem sido compradas para a Cimeira da Nato.

Quase ao mesmo tempo, soube-se ontem que o submarino estreado há dois meses já está a ser arranjado, porque afinal não estava preparado para o Atlântico, oceano que banha toda a costa portuguesa. A justificação de que a reparação não terá custos para o País não chega para justificar tamanha anormalidade. E pelo meio já houve pistolas (as Glock) sem coldres e com uma segurança questionável, e Pandurs que, além do atraso da chegada, metiam água quando deviam ser anfíbios.

Se há contratos que têm de ser perfeitamente transparentes e inequívocos são os do Estado, feitos com os impostos dos contribuintes. Enquanto assim não for, os custos serão elevadíssimos. Perde-se tempo, dinheiro e a credibilidade do País.

http://dn.sapo.pt/inicio/opiniao/editorial.aspx?content_id=1758529






SOMOS POUCOS, NUNCA FOMOS MUITOS, MAS QUANDO SOUBERMOS SER TODOS, SEREMOS BASTANTES.
avatar
COMANDANTE GERAL
FOCABRAVO
FOCABRAVO

PAÍS :
MENSAGENS : 5344
LOCALIZAÇÃO : PORTUGAL
EMPREGO : BT PARA SEMPRE
INSCRIÇÃO : 26/01/2009

http://brigadatransito.livreforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Compartilhar este artigo em: BookmarksDiggRedditDel.icio.usGoogleLiveSlashdotNetscapeTechnoratiStumbleUponNewsvineFurlYahoo!Smarking

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum