BRIGADA DE TRÂNSITO

PAINEL DO USUÁRIO
Convidado
Mensagens: 0


Alterar
Ver
Tópicos e mensagens

TRÂNSITO
LINKS RÁPIDOS

 



 
     
-
 
Votação

LIMITE VELOCIDADE NA AUTO ESTRADA

48% 48% [ 172 ]
52% 52% [ 185 ]

Total dos votos : 357

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Agosto 2017
SegTerQuaQuiSexSabDom
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031   

Calendário Calendário

POSTO VIRTUAL

 




ACP insiste em indícios de concertação, Preços altos nos combustíveis: Cavaco recebe carta

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

08092010

Mensagem 

ACP insiste em indícios de concertação, Preços altos nos combustíveis: Cavaco recebe carta




ACP insiste em indícios de concertação
Preços altos nos combustíveis: Cavaco recebe carta

O Automóvel Clube de Portugal (ACP) queixou-se dos preços excessivos dos combustíveis em carta ao Presidente da República, ao primeiro-ministro e à Comissão Europeia, após alertas para indícios de concertação de preços no mercado português.

"O ACP sempre teve razão ao denunciar a inoperância da Autoridade da Concorrência (AdC) face aos preços excessivos dos combustíveis que lesam gravemente os consumidores", refere a carta, enviada ao Presidente da República, ao primeiro-ministro, ao ministro da Economia e aos grupos parlamentares portugueses, a que a agência Lusa teve acesso.

Na segunda-feira, o anúncio, pela Galp, da abertura de um posto de gasolina de baixo custo, levou o ACP a dizer que a petrolífera portuguesa lhe deu razão, chamando a atenção para os indícios de concertação no preço da venda de combustíveis ao público.

"O ACP há mais de um ano que denunciou indícios de concertação de preços das gasolineiras", lembrou na segunda feira o clube, que fez já uma denúncia à Comissão Europeia, em carta enviada ao comissário da Concorrência, Joaquín Almunia.

Na carta aos responsáveis políticos portugueses, o ACP refere que, desde Outubro de 2008, tem vindo a denunciar a "inoperância" do regulador da concorrência português face aos excessivos preços dos combustíveis.

"A resposta da AdC foi sendo sucessivamente a mesma: não há nada a perturbar a livre concorrência. Mesmo perante o espanto do ministro da Economia, a propósito dos preços excessivos praticados em Portugal, a AdC manteve a resposta - o mercado funciona", diz a carta.

O clube refere que, de toda a União Europeia, Portugal é o país que pratica os segundos preços mais caros nos combustíveis, mesmo antes de impostos, depois da Grécia.

"A situação foi prontamente justificada por sermos um país periférico, onde o mercado teria pouca dimensão e estaria em redução. E também que se as gasolineiras baixassem 1 cêntimo no preço dos combustíveis, Portugal teria outro lugar no ranking, mas que em todo o caso as diferenças seriam mínimas para o consumidor", diz a carta.

O ACP prossegue considerando que, "uma semana depois, a Galp - que detém uma posição dominante no mercado e controla o sector desde a importação até à distribuição - apresenta a Galp Base para concorrer directamente com os postos 'low-cost' de hipermercados e independentes, numa altura em que se conheceu o seu enorme crescimento no mercado nacional" e que a gasolineira justifica a "mudança de posição" com factores empresariais.

http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/ultima-hora/precos-altos-nos-combustiveis-cavaco-recebe-carta






SOMOS POUCOS, NUNCA FOMOS MUITOS, MAS QUANDO SOUBERMOS SER TODOS, SEREMOS BASTANTES.
avatar
COMANDANTE GERAL
FOCABRAVO
FOCABRAVO

PAÍS :
MENSAGENS : 5344
LOCALIZAÇÃO : PORTUGAL
EMPREGO : BT PARA SEMPRE
INSCRIÇÃO : 26/01/2009

http://brigadatransito.livreforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Compartilhar este artigo em: BookmarksDiggRedditDel.icio.usGoogleLiveSlashdotNetscapeTechnoratiStumbleUponNewsvineFurlYahoo!Smarking

ACP insiste em indícios de concertação, Preços altos nos combustíveis: Cavaco recebe carta :: Comentários

avatar

Mensagem em Qua 8 Set 2010 - 12:20 por serpente comilona

Num país onde o ordenado minimo não chega aos 500 euros, onde se insiste na mobilidade laboral, ter o preço dos combustíveis em valores identicos aos países mais desenvolvidos, é um autentico estrangulamento do povo português que precisa de se deslocar em automóveis movidos a combustíveis fosséis.
Mas sosseguem os Portugueses porque enquanto houver tachos, os preços não descem.
Quando os preços sobem no mercado, as nossas gasolineiras refletem esse aumento no dia seguinte. Quando os preços descem, só na semana seguinte é que actualizam os preços, se entretanto não tiver existido outro aumento.
É tão duro ser Português.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum