BRIGADA DE TRÂNSITO

PAINEL DO USUÁRIO
Convidado
Mensagens: 0


Alterar
Ver
Tópicos e mensagens

TRÂNSITO
LINKS RÁPIDOS

 



 
     
-
 
Votação

LIMITE VELOCIDADE NA AUTO ESTRADA

48% 48% [ 172 ]
52% 52% [ 185 ]

Total dos votos : 357

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Outubro 2017
SegTerQuaQuiSexSabDom
      1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031     

Calendário Calendário

POSTO VIRTUAL

 




A 24 - Helicóptero de fogos aterra em auto-estrada

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

27082010

Mensagem 

A 24 - Helicóptero de fogos aterra em auto-estrada




Helicóptero de fogos aterra em auto-estrada





Instituto de Aeronáutica investiga aterragem e descolagem de helicóptero da Protecção Civil na A24, sem trânsito cortado

O Instituto Nacional de Aeronáutica Civil (INAC) abriu um inquérito para conhecer as circunstâncias que levaram um helicóptero de combate a fogos florestais, ao serviço da Protecção Civil, a aterrar e a descolar em plena A24, junto a Castro Daire, com trânsito nos dois sentidos. A manobra causou perplexidade a vários condutores, e um dos automobilistas apresentou uma queixa sobre a manobra, que especialistas consideram ter sido feita sem segurança.

O helicóptero, com o indicativo H22, "aterrou em plena A24, no sentido Viseu, na descida de Mamouros, em plena curva e sem que o trânsito estivesse cortado", contou um dos condutores que conseguiu "evitar a colisão com o heli a muito custo". A aterragem ocorreu a 30 de Julho, quando o heli largava uma brigada de combate a fogos constituída por militares do Grupo de Intervenção Protecção e Socorro da GNR. O incêndio recebeu o registo 31511 da Protecção Civil e obrigou à repetição da aterragem "desta vez para levantar a brigada", contou outro condutor que terá apresentado queixa junto do INAC.

O presidente da Federação Portuguesa de Aeronáutica "compreende a manobra na tentativa de extinguir rapidamente o fogo", mas "repetir a operação para recolher a brigada, é abuso", condena José Martinho.

Ainda mais lapidar é o responsável pelo gabinete de segurança da Associação Portuguesa de Pilotos, para quem a operação "envolveu riscos e poderia ter provocado incidentes, sobretudo aos automobilistas, que numa auto- -estrada circulam em velocidade elevada".

O comandante Cruz Santos alerta que para a aterragem e descolagem "poder ser feita, a auto-estrada deveria ter sido cortada. Fazê-lo fora de uma situação de emergência é arriscado e viola a segurança."

A Protecção Civil assume desconhecer a situação, que "irá averiguar", garante o Comandante de Viseu, de quem depende o heli. César Fonseca lembra, contudo, que as aeronaves da Protecção Civil "respeitam as normas de segurança".

O DN pediu esclarecimentos ao INAC, que não foram prestados, mas fonte do instituto disse ao DN que a situação "está já a ser investigada".

No dia de ontem a Protecção Civil registou uma centena de incêndios, os mais graves em Montalegre, Valpaços e Benagano, no distrito de Vila Real.

http://dn.sapo.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=1649201&seccao=Centro


avatar
BTBRAVO
2º COMANDANTE
 2º COMANDANTE

PAÍS :
MENSAGENS : 6247
LOCALIZAÇÃO : Lisboa
EMPREGO : BRIGADA DE TRÂNSITO
INSCRIÇÃO : 05/02/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

Compartilhar este artigo em: BookmarksDiggRedditDel.icio.usGoogleLiveSlashdotNetscapeTechnoratiStumbleUponNewsvineFurlYahoo!Smarking

A 24 - Helicóptero de fogos aterra em auto-estrada :: Comentários

avatar

Mensagem em Sex 27 Ago 2010 - 3:29 por MEO

Novidade!!!! Já no ano de 2009 na época de incêndios também na A24 sensivelmente ao Km 72,5 uma equipa dos GIPS helitransportada fez a mesma habilidade, aterrou em plena autoestrada para largar os militares numa densa cortina de fumo!!!!!

Voltar ao Topo Ir em baixo

avatar

Mensagem em Sex 27 Ago 2010 - 5:26 por Terror

MEO escreveu: Novidade!!!! Já no ano de 2009 na época de incêndios também na A24 sensivelmente ao Km 72,5 uma equipa dos GIPS helitransportada fez a mesma habilidade, aterrou em plena autoestrada para largar os militares numa densa cortina de fumo!!!!!



Mano como estavas ao meu lado (e o lisboeta também, lembraste? lol), o bombeiral da gnr, passaram por nós nem boa tarde disseram e quando demos conta, estava o "pássaro" a aterrar e os carros a pararem muito próximo dele e os bombeiros nem nos disseram nada para cortarmos a AE.

Voltar ao Topo Ir em baixo

avatar

Mensagem em Sex 27 Ago 2010 - 5:55 por BarbAzul

Fantástico! Ia o helicóptero carregado de ditos agentes de autoridade conhecedores dos perigos deste tipo de manobras???

Vergonha!

Voltar ao Topo Ir em baixo

avatar

Mensagem em Sex 27 Ago 2010 - 6:23 por gia2050

Ainda este ano na A41 aterrou e continuarão a aterrar.

Voltar ao Topo Ir em baixo

avatar

Mensagem em Sex 27 Ago 2010 - 6:37 por Eagles Nest

gia2050 escreveu:Ainda este ano na A41 aterrou e continuarão a aterrar.

Eu quando encontrar um parado à minha frente, sem que tenha pra lá uns bombeiros quaisquer a sinalizar, enfaixo-me contra o helicóptero! Depois quero ver quem geme... Será a força especial de bombeiros da GNR?

Voltar ao Topo Ir em baixo

avatar

Mensagem em Sex 27 Ago 2010 - 6:39 por Balanças

Normal...
Num país de 3.º mundo...
Eu queia ver se houvesse um acidente...

Voltar ao Topo Ir em baixo

avatar

Mensagem em Sex 27 Ago 2010 - 6:50 por gia2050

Tudo isto porque era o GIPS lá estava porque se fossem outras forças diziam logo estava justificado porque era uma missão de protecção civil.
No embarque a AE deveria estar cortada, porque era algo previsível e o chefe da secção do GIPS poderia solicitar uma patrulha para efectuar o corte. Na foto vê se um elemento do GIPS junto dos carros, provavelmente a alertar para o sucedido.

Este ano aconteceu na A41, foi solicitado à patrulha da BT que estava no local o corte do trânsito para o embarque.

Voltar ao Topo Ir em baixo

avatar

Mensagem em Sex 27 Ago 2010 - 6:54 por Gelo

A manobra é perigosa mas não se esqueçam que quem manda na aeronave não são os GIPS, quem manda no helicoptero é o piloto...
Quem decide onde aterrar é o piloto apesar de poder ser aconselhado pelo Chefe da Equipa ou da Secção!

Voltar ao Topo Ir em baixo

avatar

Mensagem em Sex 27 Ago 2010 - 9:10 por grepolis

gia2050 escreveu:Ainda este ano na A41 aterrou e continuarão a aterrar.

De facto passei naquele local da A41 mais precisamente entre Alfena / Sobrado aí encontravam-se dois agentes da Brigada de Trânsito que penso que eram do Porto, que prontamente tinham a auto estrada cortada na sua totalidade desviando-nos para uma saída dessa referida AE ,apôs ter perguntado a um agente da BT o mesmo informou-me que devido a um grande incêndio que se encontrava a deflagrar junto a AE era impossivel circular além de o Helio ter que aterrar em plena estrada, estavam a tirar as viaturas da referida AE em contra mão por segurança e assim apôs ter ouvido o esclarecimento do agente, lá fui eu e muitos condutores que tivemos que sair nesse nó, e continuamos a nossa viagem em segurança.
Agora aterrarem um helicoptro numa Auto Estrada pondo em perigo todos os por lá circulam para deixar ou pegar Bombeiros ou lá que lhe chamam é que não é admissivel em nenhuma parte do Mundo. Mas isto infelismente só aconteçe em Portugal são tantos e tantos a mandar e a coordenar e no final dá este resultado.
Ainda bem que neste caso A24 não se deu uma grande trágedia, senão lá estariamos nós a lamentar mais vitimas e mais feridos.

Voltar ao Topo Ir em baixo

avatar

Mensagem em Sex 27 Ago 2010 - 15:48 por BTBRAVO

Helicóptero aterrou duas vezes no meio da A24

Manobra repetiu-se. Especialistas dizem que foi feita "sem segurança"


Um helicóptero de combate aos incêndios aterrou por duas vezes em plena auto-estrada surpreendendo automobilistas que foram obrigados a parar. O insólito aconteceu há quase um mês, a 30 de Julho, na A24, no sentido de Viseu, perto de Castro Daire.

A primeira aterragem teve como objectivo uma brigada do Grupo de Intervenção Protecção e Socorro da GNR, noticia a edição de hoje do Diário de Notícias.

A pressa em combater o incêndio que deflagrava perto da auto-estrada foi a justificação para a aterragem no centro da via, sem o trânsito estar cortado e com um descampado disponível para a aterragem, ali perto. Mais tarde, a manobra repetiu-se para recolher os militares.

O Instituto Nacional de Aviação Civil está já a investigar a situação que mereceu a crítica de vários especialistas e de um dos condutores que apresentou queixa sobre a manobra. O condutor diz mesmo que teve dificuldade em travar para evitar o choque com o helicóptero.

O comandante Cruz Santos, da Associação Portuguesa de Pilotos destaca o perigo que constituiu a manobra: “a auto-estrada deveria ter sido cortada. Fazê-lo fora de uma situação de emergência é arriscado e viola a segurança”, diz ao jornal.

A Protecção Civil desconhece a situação mas confirma que vai investigar o caso. O comandante de Viseu, responsável pelo helicóptero garante no entanto que foram respeitadas as regras de segurança.

http://www.ionline.pt/conteudo/75642-helicoptero-aterrou-duas-vezes-no-meio-da-a24-

Voltar ao Topo Ir em baixo

avatar

Mensagem em Sex 27 Ago 2010 - 16:30 por MAKARIO

Se a reportagem da SIC for verdade é muito grave, até os agentes que circulavam no bicho ficaram espantados com a atitude do piloto, mais, ao lado existiam grandes zonas livres para pousar o pássaro....

Voltar ao Topo Ir em baixo

avatar

Mensagem em Sab 28 Ago 2010 - 3:56 por FOCA55

gia2050 escreveu:Tudo isto porque era o GIPS lá estava porque se fossem outras forças diziam logo estava justificado porque era uma missão de protecção civil.
No embarque a AE deveria estar cortada, porque era algo previsível e o chefe da secção do GIPS poderia solicitar uma patrulha para efectuar o corte. Na foto vê se um elemento do GIPS junto dos carros, provavelmente a alertar para o sucedido.

Este ano aconteceu na A41, foi solicitado à patrulha da BT que estava no local o corte do trânsito para o embarque.
Vé-se mesmo que o GipsBombeiral não vê nada de trânsito, e ainda por cima ficam indignados por dizermos que isto está mal feito.
Olha Sr gia2050 é a mesma coisa se eu for apagar um fogo com gasolina, o perigo e a burrice é igual.

Voltar ao Topo Ir em baixo

avatar

Mensagem em Sab 28 Ago 2010 - 4:38 por *_BTMEN_*

O bombeiral já tem mais autoridade que as policias .

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem  por Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum