BRIGADA DE TRÂNSITO

PAINEL DO USUÁRIO
Convidado
Mensagens: 0


Alterar
Ver
Tópicos e mensagens

TRÂNSITO
LINKS RÁPIDOS

 



 
     
-
 
Votação

LIMITE VELOCIDADE NA AUTO ESTRADA

48% 48% [ 172 ]
52% 52% [ 185 ]

Total dos votos : 357

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Agosto 2017
SegTerQuaQuiSexSabDom
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031   

Calendário Calendário

POSTO VIRTUAL

 




Meios de socorro não funcionam

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

26072010

Mensagem 

Meios de socorro não funcionam




Meios de socorro não funcionam

Hoje

As temperaturas altas provocaram uma vaga de incêndios por todo o País. Uma das situações mais graves viveu-se no Parque Florestal do Castro, uma mata pública em Viseu, onde grande parte do equipamento de socorro não funcionou durante o violento fogo que pôs a aldeia de São Martinho em perigo.

Desde sexta-feira que o fogo, "sempre de madrugada, tem andado na serra. Desta vez, foi a valer", contou Manuel Ramos, morador em São Martinho de Orgens, na área urbana de Viseu, onde um violento fogo levou as chamas até "à porta da aldeia". As chamas "apareceram com muita força, à hora do almoço. Apercebemo- -nos, juntámos o povo e fomos lá", adiantou Isabel Pires, outra moradora. A força do incêndio "surpreendeu a aldeia", desabafou Manuel. À surpresa juntou-se a indignação. "Os tanques para os carros dos bombeiros e helicópteros não puderam ser usados", disse Pedro Messias. As infra-estruturas "pagas com o dinheiro de todos nós estavam secas". Mais: "O tanque dos helicópteros tinha tanta árvore à volta que os helis tiveram que abastecer noutra povoação, o que atrasou em muito o combate."

As chamas viam-se da cidade e desesperaram os moradores. António Lopes, um empresário da construção civil, foi "forçado a esvaziar o barracão". Mas os moradores ficaram quando viram que "os tanques estavam sem água, a mata por limpar e muitos caminhos intransitáveis".

A GNR cortou os acessos da floresta, que ligam as aldeias de São Martinho e Mozelos, e foi obrigada a fechar o IP5, entre o nó da A24 e o nó de Pascoal, por "razões de segurança", disse o comandante do Destacamento de Trânsito de Viseu, Filipe Soares. O corte foi justificado porque "o incêndio chegou às bermas desta via".

Ao DN, o adjunto da Protecção Civil não comentou as críticas dos moradores mas reconheceu que houve "algumas dificuldades". Vasco Santos salientou que se tratou de uma mata "adulta que lançou muito fumo, o que impediu, durante algum tempo, a operação com meios aéreos".

O fogo está a ser investigado pelas autoridades, já que se seguiu a uma sucessão de outros incêndios, "sempre de madrugada, que têm ocorrido desde sábado", adiantou a GNR. Na manhã de ontem, "uma equipa dos bombeiros patrulhou a área durante toda a manhã", disse o comandante dos Bombeiros de Viseu. Luís Duarte contou que "à hora de almoço estava tudo calmo, e regressámos à base". O fogo consumiu cerca de 15 hectares e obrigou à intervenção de 26 corpos de bombeiros, com 118 homens, apoiados por 33 viaturas e três meios aéreos.

http://dn.sapo.pt/inicio/portugal/Interior.aspx?content_id=1627499






SOMOS POUCOS, NUNCA FOMOS MUITOS, MAS QUANDO SOUBERMOS SER TODOS, SEREMOS BASTANTES.
avatar
COMANDANTE GERAL
FOCABRAVO
FOCABRAVO

PAÍS :
MENSAGENS : 5344
LOCALIZAÇÃO : PORTUGAL
EMPREGO : BT PARA SEMPRE
INSCRIÇÃO : 26/01/2009

http://brigadatransito.livreforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Compartilhar este artigo em: BookmarksDiggRedditDel.icio.usGoogleLiveSlashdotNetscapeTechnoratiStumbleUponNewsvineFurlYahoo!Smarking

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum