BRIGADA DE TRÂNSITO

PAINEL DO USUÁRIO
Convidado
Mensagens: 0


Alterar
Ver
Tópicos e mensagens

TRÂNSITO
LINKS RÁPIDOS

 



 
     
-
 
Votação

LIMITE VELOCIDADE NA AUTO ESTRADA

48% 48% [ 172 ]
52% 52% [ 185 ]

Total dos votos : 357

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Junho 2017
SegTerQuaQuiSexSabDom
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Calendário Calendário

POSTO VIRTUAL

 




Deputado do PS furta gravadores de jornalistas (vídeo)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

05052010

Mensagem 

Deputado do PS furta gravadores de jornalistas (vídeo)




Deputado do PS ficou com gravadores de jornalistas depois de entrevista
18h26m

O vice-presidente da bancada socialista Ricardo Rodrigues justificou hoje, quarta-feira, ter "irreflectidamente" tomado posse de dois gravadores de jornalistas da revista "Sábado" por ter sido sujeito por estes "a violência psicológica" durante uma entrevista.

A "Sábado" publicou hoje imagens no site da sua revista em que o dirigente da bancada socialista começa por manifestar repúdio face às perguntas dos jornalistas e depois levanta-se da cadeira a meio da entrevista, levando consigo dois gravadores.

"Porque a pressão exercida sobre mim constituiu uma violência psicológica insuportável, porque não vislumbrei outra alternativa para preservar o meu nome, exerci ação direta e, irrefletidamente, tomei posse de dois equipamentos de gravação digital, os quais hoje são documentos apensos à providência cautelar que corre termos no Tribunal Cível de Lisboa", afirmou Ricardo Rodrigues.

Ricardo Rodrigues fez esta declaração na Assembleia da República, sem direito a perguntas por parte dos jornalistas e à qual assistiu o líder parlamentar do PS, Francisco Assis.

Na declaração que fez aos jornalistas, o "vice" da bancada do PS referiu que segunda feira passada "deu entrada no Tribunal Cível de Lisboa uma providência cautelar" de que é requerente e a revista "Sábado" e dois dos seus jornalistas são requeridos.

"Tal aconteceu porque aceitei de boa fé conceder uma entrevista à citada revista na passada sexta feira, dia 30 de abril, cujas perguntas, inquisitórias e construídas sobre premissas falsas, tiveram manifestamente por objetivo atingir a minha honra e consideração", alegou o dirigente da bancada do PS.

Segundo a versão de Ricardo Rodrigues, durante a entrevista à revista Sábado, alertou os entrevistadores "para o seu tom inaceitavelmente persecutório, bem como para os temas e factos suscitados, falsos e mesmo injuriosos".

"Foi o caso da alegada cumplicidade minha com clientes que patrocinei no exercício da minha actividade profissional como advogado, e que foram condenados relativamente a factos de 1997; ou, ainda, sobre injúrias e difamações que estão a ser julgadas no Tribunal de Oeiras, em que são réus a SIC, a SIC Notícias e um jornalista", acrescentou.

Ricardo Rodrigues adianta depois que, ao interpor a providência cautelar em relação à revista Sábado, procurou fazer valer os seus direitos.

"Procurei assim afirmar e fazer valer os meus direitos, uma vez que nunca tendo sido acusado nem julgado por nenhum tribunal, não aceitarei ser agora julgado por jornalistas deste tipo, que felizmente, são exceção na sua classe profissional", aponta.


http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/Nacional/Interior.aspx?content_id=1561618


Última edição por COMANDANTE GERAL em Qua 5 Maio 2010 - 13:45, editado 2 vez(es)






SOMOS POUCOS, NUNCA FOMOS MUITOS, MAS QUANDO SOUBERMOS SER TODOS, SEREMOS BASTANTES.
avatar
COMANDANTE GERAL
FOCABRAVO
FOCABRAVO

PAÍS :
MENSAGENS : 5344
LOCALIZAÇÃO : PORTUGAL
EMPREGO : BT PARA SEMPRE
INSCRIÇÃO : 26/01/2009

http://brigadatransito.livreforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Compartilhar este artigo em: BookmarksDiggRedditDel.icio.usGoogleLiveSlashdotNetscapeTechnoratiStumbleUponNewsvineFurlYahoo!Smarking

Deputado do PS furta gravadores de jornalistas (vídeo) :: Comentários

avatar

Mensagem em Qua 5 Maio 2010 - 13:38 por Homem Aranha

boa noite



http://videos.sapo.pt/2ftpmLnJ52Iv6jCiGZhH

obrigado

Voltar ao Topo Ir em baixo

avatar

Mensagem em Sex 7 Maio 2010 - 2:18 por BTBRAVO

Deputado do PS arrisca três anos de prisão

por MARINA
MARQUESHoje



Sindicato dos Jornalistas constitui-se assistente no processo resultante da queixa da revista 'Sábado'
Ricardo Rodrigues, vice-presidente da bancada do PS, que no dia 30 de Abril abandonou uma entrevista com os dois jornalistas da revista Sábado levando consigo os dois gravadores que estavam a ser utilizados para registar a conversa, arrisca uma pena com prisão até três anos ou multa, moldura penal máxima por furto simples.Mas, para além de responder por furto dos dois gravadores, o deputado - que ontem mesmo foi eleito para o Conselho Superior de Segurança Interna (órgão consultivo do primeiro-ministro em
matéria se segurança interna) - tem pela frente também uma queixa por atentado à liberdade de informação. Neste caso, o Estatuto do Jornalista prevê pena máxima de dois anos ou multa até 240 dias. Por isso mesmo, o Sindicato dos Jornalista revelou ontem que vai constituir-se assistente no processo resultante da queixa apresentada pelos jornalistas da revista Sábado no DIAP de Lisboa. Isto porque "considera que Ricardo Rodrigues poderá responder criminalmente por atentado à liberdade de informação", justifica o órgão sindical. E destaca ainda que o deputado, que integra a Comissão dos Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias, "tem a indeclinável obrigação de saber que os gravadores podem conter gravações cuja confidencialidade deve ser protegida". Por isso alerta: "Nem o Tribunal Cível de Lisboa pode aceder ao seu conteúdo sem decisão judicial." Orlando César, presidente do Conselho Deontológico do Sindicato dos Jornalistas, também defende que o acto irreflectido de Ricardo Rodrigues "configura um atentado à liberdade de imprensa". O assunto, avançou ao DN, vai ser discutido hoje em reunião extraordinária do Conselho.Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) e Comissão da Carteira
Profissional de Jornalista (CCPJ) foram mais rápidos a reagir e analisaram a situação ontem. A autoridade dos media foi a primeira a reagir, remetendo para a Comissão da Carteira Profissional de Jornalista e para o Conselho Deontológico do Sindicato dos Jornalistas a apreciação do caso. Isto porque, lembra em comunicado, "a ERC não avalia
o cumprimento individual de obrigações éticas e deontológicas ou jurídicas de jornalistas". Mas manifesta a sua preocupação pelo "facto de os gravadores de que se apropriou o deputado Ricardo Rodrigues poderem conter material protegido pelo sigilo profissional dos jornalistas". Para além de considerar que Ricardo Rodrigues violou o princípio da liberdade de informação, a CCPJ defendeu ainda que foi praticado um acto de violação do sigilo profissional do jornalista, referindo, em comunicado, que o acto do vice-presidente da bancada socialista se reveste, "no mínimo", de "manifesta prepotência a apropriação dos equipamentos dos jornalistas aquando no exercício das
suas funções".

http://dn.sapo.pt/inicio/tv/interior.aspx?content_id=1562937&seccao=Media

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem em Sex 7 Maio 2010 - 4:27 por Convidad

A vida está para estes "Pulhas", são intocáveis........

Voltar ao Topo Ir em baixo

avatar

Mensagem em Sex 7 Maio 2010 - 8:32 por zula

Este deputado é uma autêntica anedota mas quem è que pensa ele que é. Este governo é só cromos mais os oficiais da gnr.

Voltar ao Topo Ir em baixo

avatar

Mensagem em Sex 7 Maio 2010 - 9:05 por Guito165

Ao que nós chegamos. Que mal anda o País quando os deputados roubam e depois usam eufemismos para justificar as asneiras. Senhor deputado tenha vergonha e demita-se!

Quem não tem estofo não vai para deputado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem  por Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum