BRIGADA DE TRÂNSITO

PAINEL DO USUÁRIO
Convidado
Mensagens: 0


Alterar
Ver
Tópicos e mensagens

TRÂNSITO
LINKS RÁPIDOS

 



 
     
-
 
Votação

LIMITE VELOCIDADE NA AUTO ESTRADA

48% 48% [ 172 ]
52% 52% [ 185 ]

Total dos votos : 357

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Outubro 2017
SegTerQuaQuiSexSabDom
      1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031     

Calendário Calendário

POSTO VIRTUAL

 




VIA NORTE É "UMA DESGRAÇA" CHEIA DE BURACOS E SEM LUZ

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

12032010

Mensagem 

VIA NORTE É "UMA DESGRAÇA" CHEIA DE BURACOS E SEM LUZ




Buracos e mais buracos. Esta é a realidade da EN14 - vulgo Via Norte - que, na sua passagem pelos concelhos de Matosinhos e da Maia, dá cabo dos nervos e da bolsa dos automobilistas, tantos os danos que provoca. A Estrada de Portugal promete obras.
Com um perfil que se mantém inalterado desde os anos 60, com duas vias em cada sentido - exceptuando um pequeno troço, requalificado para servir como nó de acesso à A4 - e sem sofrer obras de requalificação há quase uma década, a Via Norte sujeita a uma rude prova os nervos dos automobilistas.
"Dói-nos quando temos de passar por lá. Rebentamos com pneus, jantes e amortecedores. Quando fizeram as obras para os acessos à A4, podiam ter aproveitado e alargado a Via Norte toda", referiu José Soares, taxista há 23 anos na cidade da Maia.
Carlos Lourenço, colega de profissão, recorda que "a Via Norte era uma das melhores estradas da região". "Agora temos de andar aos 'esses' para fugir dos buracos e sempre a sacudir os passageiros. O problema mais grave é na zona da Unicer, em Leça do Balio, principalmente para quem vai do Porto para a Maia", acrescenta o condutor. "Os automobilistas menos habituados são surpreendidos pelos buracos e desviam-se repentinamente, provocando acidentes. Depois, há a entrada na Maia, que se faz por uma só via, apesar de a estrada ter largura para comportar duas", critica, ainda.
O troço de que fala Carlos Lourenço é o que se encontra mais degradado, com buracos a toda a largura da faixa, juntas de dilatação danificadas e sem iluminação. "Esta estrada é uma desgraça. Está num estado deplorável e já deveria ter sido duplicada há anos. Mas nem obras de conservação tem tido", observou Emiliano Pinto, perito de seguros.
As queixas dos automobilistas também incidem sobre o perfil da EN14, que não comporta o actual volume de tráfego. "Vivo há cinco anos perto de Lavra, em Matosinhos, e utilizo a A4 até à Via Norte. Saio para uma estrada com três faixas que, de repente, afunila [junto à Efacec] e é o caos no trânsito, sempre em pára-arranca até ao Porto", afirmou Sílvia Pinhão, nutricionista.
A Estradas de Portugal respondeu às críticas dos utentes sublinhando que "está em curso a elaboração do projecto de beneficiação da EN14, no troço sob jurisdição da EP, nos concelhos de Matosinhos e da Maia". "Está ainda prevista a beneficiação do troço integrado na Concessão do Douro Litoral, que engloba a zona entre a EN12 [Circunvalação] e a A4", acrescentou ao JN.
A empresa salientou, por outro lado, que "têm vindo a ser periodicamente executados trabalhos de conservação corrente no local". No que toca aos acessos à Maia, a EP revelou que irá ser beneficiado o troço entre o nó do Chantre (bifurcação para a EN13) e o nó do Jumbo e "contempla a pavimentação e a reformulação da sinalização horizontal e vertical".

http://jn.sapo.pt/paginainicial/pais/concelho.aspx?Distrito=Porto&Concelho=Porto&Option=Interior&content_id=1516898



focazero@hotmail.com
SOMOS A SOLUÇÃO NÃO O PROBLEMA = BT ATÉ MORRER
avatar
focazero
GENERAL
 GENERAL

PAÍS :
MENSAGENS : 521
LOCALIZAÇÃO : Portugal
INSCRIÇÃO : 21/04/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

Compartilhar este artigo em: BookmarksDiggRedditDel.icio.usGoogleLiveSlashdotNetscapeTechnoratiStumbleUponNewsvineFurlYahoo!Smarking

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum