BRIGADA DE TRÂNSITO

PAINEL DO USUÁRIO
Convidado
Mensagens: 0


Alterar
Ver
Tópicos e mensagens

TRÂNSITO
LINKS RÁPIDOS

 



 
     
-
 
Votação

LIMITE VELOCIDADE NA AUTO ESTRADA

48% 48% [ 172 ]
52% 52% [ 185 ]

Total dos votos : 357

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Novembro 2017
SegTerQuaQuiSexSabDom
  12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930   

Calendário Calendário

POSTO VIRTUAL

 




Juízes: "Medo" instala-se entre magistrados por causa da lei de responsabilidade civil - candidato ao CSM

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

06022010

Mensagem 

Juízes: "Medo" instala-se entre magistrados por causa da lei de responsabilidade civil - candidato ao CSM




Juízes: "Medo" instala-se entre magistrados por causa da lei de responsabilidade civil - candidato ao CSM

06 de Fevereiro de 2010, 16:01

Porto, 06 fev (Lusa) - O candidato ao Conselho Superior da Magistratura (CSM) Orlando Afonso afirmou hoje que a Lei da Responsabilidade Civil contribui para instalar o "medo" entre os juízes, pondo em causa a sua independência.

"Vai pôr em causa alguma independência. Mais: vai amedrontar. E a pior coisa que pode acontecer para a população, não é para os juízes, é que os juízes tenham medo", afirmou o juiz conselheiro.

Orlando Afonso, que falava à Lusa no Porto à margem de um almoço da sua campanha com 110 magistrados da região, disse que a lei em questão viola as próprias orientações do Conselho da Europa.

O Conselho, referiu, defende que a responsabilidade civil "deve ser exercida por ação de regresso, mas só quando há dolo do magistrado", enquanto que em Portugal "é exercida quando há culpa grave e quando há erro grosseiro".

Para Orlando Afonso, outro fator indutor de "medo" nos juízes é a eventual repetição de decisões do CSM como a que acabou anulada pelo Supremo Tribunal de Justiça e que penalizava, em termos de progressão de carreira, o juiz de instrução do processo Casa Pia, Rui Teixeira.

"Se continuarem a existir decisões iguais a esta, aí não tenho dúvidas nenhumas de que os juízes terão medo", afirmou.

O candidato ao CSM considerou, de resto, que "todos os direitos e garantias da magistratura, que se alcançaram após o 25 de Abril de 1974, hoje estão postos em causa".

"Hoje já não passa pela cabeça de qualquer juiz de primeira instância chegar ao STJ, quando deve ser a expetativa legítima de qualquer juiz chegar ao topo da sua carreira", explicitou.

Orlando Afonso escusou-se comentar os últimos desenvolvimentos do processo Face Oculta, nomeadamente a divulgação de escutas feitas a arguidos no processo, que investiga alegados casos de corrupção e outros crimes económicos relacionados com empresas do sector empresarial do Estado e empresas privadas.

A este propósito, defendeu apenas ajustamentos de artigos "muito complicados" do Código do Processo Penal sobre escutas, de forma a agilizá-las, sem prejuízo do direito dos cidadãos à privacidade.

Orlando Afonso, recentemente eleito presidente do Conselho Consultivo dos Juízes Europeus e nomeado para o Supremo Tribunal de Justiça, defende a renovação do CSM, dotando este órgão de cúpula da magistratura de maior credibilidade, operacionalidade interna e externa. Exige, por outro lado, uma forte intervenção dos juízes em matéria de política judiciária.

As eleições para o Conselho Superior da Magistratura - órgão de Estado de gestão, disciplina e administração dos juízes - estão marcadas para 25 de março e, além de Orlando Afonso, concorre também uma outra lista liderada por Bravo Serra.

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/10640277.html


avatar
BTBRAVO
2º COMANDANTE
 2º COMANDANTE

PAÍS :
MENSAGENS : 6247
LOCALIZAÇÃO : Lisboa
EMPREGO : BRIGADA DE TRÂNSITO
INSCRIÇÃO : 05/02/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

Compartilhar este artigo em: BookmarksDiggRedditDel.icio.usGoogleLiveSlashdotNetscapeTechnoratiStumbleUponNewsvineFurlYahoo!Smarking

Juízes: "Medo" instala-se entre magistrados por causa da lei de responsabilidade civil - candidato ao CSM :: Comentários

avatar

Mensagem em Dom 7 Fev 2010 - 13:46 por scooter

"Orlando Afonso escusou-se comentar os últimos desenvolvimentos do processo Face Oculta, nomeadamente a divulgação de escutas feitas a arguidos no processo, que investiga alegados casos de corrupção e outros crimes económicos relacionados com empresas do sector empresarial do Estado e empresas privadas."

Se um colega deste juiz encontrou e exarou um despacho onde aponta existirem "fortes indícios" de atentado ao estado de direito e conluio para calar a comunicação social, secundado po outro despacho nos mesmos moldes emitido pelo director da PJ em Aveiro, evita comentar e defender este magistrado e PJ?

Voltar ao Topo Ir em baixo

avatar

Mensagem em Dom 7 Fev 2010 - 14:04 por o vigilante

Estou de acordo com a legislação.

Assim estes senhores, sempre que têm que proferir uma sentença, passem a ser mais profissionais.

Desde que sou “OPC”, por muitas vezes fiquei indignado com coisas que até o “Diabo” jamais se lembraria de o fazer. E infelizmente são muitas.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem  por Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum