BRIGADA DE TRÂNSITO

PAINEL DO USUÁRIO
Convidado
Mensagens: 0


Alterar
Ver
Tópicos e mensagens

TRÂNSITO
LINKS RÁPIDOS

 



 
     
-
 
Votação

LIMITE VELOCIDADE NA AUTO ESTRADA

48% 48% [ 172 ]
52% 52% [ 185 ]

Total dos votos : 357

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Julho 2018
SegTerQuaQuiSexSabDom
      1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031     

Calendário Calendário

POSTO VIRTUAL

 




Avaliação médica e psicológica a condutores só para 2011

Ir em baixo

25012010

Mensagem 

Avaliação médica e psicológica a condutores só para 2011




Decreto-lei


Avaliação médica e psicológica a condutores só para 2011


por LusaHoje






Novo regulamento entra hoje em vigor, mas sem efeitos imediatos porque a rede nacional de centros ainda não avançou. Medida agrada a médicos e associações do sector.
Os centros de Avaliação Médica e Psicológica, que vão testar as aptidões físicas, mentais e psicológicas dos condutores, só devem entrar em funcionamento no primeiro trimestre de 2011, segundo o Instituto da Mobilidade e dos Transportes Terrestres (IMTT).
Médicos e associações do sector são favoráveis à medida, mas aguardam com expectativa a regulamentação do diploma para ver em que condições irá funcionar.
O Regulamento da Habilitação Legal para Conduzir (RHLC), que estabelece a obrigatoriedade da realização de testes médicos e psicológicos aos novos condutores nos centros de Avaliação Médica e Psicológica (CAMP), entra hoje em vigor, mas os efeitos imediatos "não são significativos".
"Para que o regulamento produza efeito é necessário que existam os CAMP", disse o presidente do IMTT, António Crisóstomo Teixeira, adiantando que é necessário abrir concursos públicos para garantir um centro em cada distrito. Por enquanto, a avaliação médica e psicológica aos novos condutores vai continuar nos moldes actuais, através de exames feitos por médicos particulares ou nos centros de saúde.
O decreto-lei que aprova o Regulamento da Habilitação Legal para Conduzir prevê que, a partir da sua entrada em vigor, o Governo disponha de mais 90 dias para proceder a diversa regulamentação. Crisóstomo Teixeira adiantou que os processos dos concursos públicos "são longos", por isso aponta como previsão para o pleno funcionamento dos CAMP o final do primeiro trimestre de 2011.
Além de testar "a forma física" do condutor, os CAMP vão dar especial enfoque ao exame oftalmológico, diabetes e epilepsia. "A União Europeia identificou três causas que podiam conduzir a uma maior exigência em matéria de exames: epilepsia, diabetes e certas deficiências de visão que não são detectadas com muita facilidade", afirmou Crisóstomo Teixeira. Também vão ser contemplados os casos em que há indicações de perturbações mentais e indícios de consumo excessivo de álcool ou drogas.
Além dos candidatos a condutores, também vão ter de ser avaliados os automobilistas que necessitam de revalidar os títulos de condução devido à idade (aos 50, 55 e 60 anos).
Os presidentes das associações do Ensino da Condução e dos Cidadãos Auto-Mobilizados são favoráveis à criação destes centros, mas aguardam com expectativa a regulamentação do diploma para ver em que condições irão funcionar. Sublinharam a importância do rigor e da transparência dos exames a que os condutores vão ser submetidos.
Também o bastonário da Ordem dos Médicos considerou "francamente positiva" a criação dos centros, porque "clarifica a função pericial" e retira aos médicos que devem tratar dos doentes o ónus de passar atestados. De opinião idêntica é o Sindicato Independente dos Médicos apesar de acrescentar que, sem os CAMP, "tudo se vai manter na mesma".
Tags: Portugal, media
http://dn.sapo.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=1478022




avatar
roda 7
SARGENTO AJUDANTE
 SARGENTO AJUDANTE

PAÍS :
MENSAGENS : 872
LOCALIZAÇÃO : Portugal
EMPREGO : BRIGADA DE TRÂNSITO
INSCRIÇÃO : 29/04/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

Compartilhar este artigo em: diggdeliciousredditstumbleuponslashdotyahoogooglelive

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum