BRIGADA DE TRÂNSITO

PAINEL DO USUÁRIO
Convidado
Mensagens: 0


Alterar
Ver
Tópicos e mensagens

TRÂNSITO
LINKS RÁPIDOS

 



 
     
-
 
Votação

LIMITE VELOCIDADE NA AUTO ESTRADA

48% 48% [ 172 ]
52% 52% [ 185 ]

Total dos votos : 357

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Agosto 2017
SegTerQuaQuiSexSabDom
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031   

Calendário Calendário

POSTO VIRTUAL

 




ACP acusa Concorrência de inoperância no preço dos combustíveis

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

13012010

Mensagem 

ACP acusa Concorrência de inoperância no preço dos combustíveis




A concertação de preços dos combustíveis mantém-se, diz o ACP, que acusa a Autoridade da Concorrência de continuar a "demitir-se das suas obrigações".

O Automóvel Clube de Portugal (ACP) acusa a Autoridade da Concorrência de "inoperância" e de "demitir-se das suas obrigações" no que toca ao mercado dos combustíveis, por considerar que o regulador ignora indícios de concertação de preços.

"Mais de um ano após o ACP ter divulgado um estudo que prova existirem indícios de concertação de preços dos combustíveis nas gasolineiras, a Autoridade da Concorrência continua a demitir-se das suas obrigações", escreve o maior clube português numa nota enviada à imprensa.

O Automóvel Clube de Portugal adianta que, tal como há um ano, assiste-se "uma vez mais à concertação de preços dos combustíveis e, novamente, a uma enorme diferença de preços face a Espanha - mais 25 cêntimos por litro de gasolina e 13 cêntimos por litro de gasóleo em Portugal".

Em consequência, o ACP diz que já por várias vezes alertou as autoridades competentes para a situação, recorrendo mesmo às instâncias comunitárias, mas que "a Autoridade da Concorrência, organismo que deveria zelar pelo bom funcionamento do mercado, limita-se, periodicamente, a repetir que nada se passa".
Apelos a Cavaco, ao Governo e ao Parlamento

A Autoridade da Concorrência, presidida por Manuel Sebastião, apresentou em Junho passado um relatório no qual diz não ter encontrado provas de que exista concertação de preços dos combustíveis em Portugal.

Presidido por Carlos Barbosa, o Automóvel Clube de Portugal, que congrega mais de 250 mil associados, considera que "os automobilistas são diariamente lesados pela inoperância da Autoridade da Concorrência e do Governo" e acrescenta que "cerca de 26% dos impostos arrecadados provêm do sector automóvel e os praticados sobre os combustíveis são a maior fonte de receita do Governo".

Assim, o ACP "apela ao Presidente da República, ao Governo e aos partidos representados na Assembleia da República para acabarem com a concertação de preços nas gasolineiras".

A agência Lusa tentou obter uma resposta da Autoridade da Concorrência, mas até ao momento não foi possível.

http://aeiou.expresso.pt/acp-acusa-concorrencia-de-inoperancia-no-preco-dos-combustiveis=f557708


avatar
BTBRAVO
2º COMANDANTE
 2º COMANDANTE

PAÍS :
MENSAGENS : 6247
LOCALIZAÇÃO : Lisboa
EMPREGO : BRIGADA DE TRÂNSITO
INSCRIÇÃO : 05/02/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

Compartilhar este artigo em: BookmarksDiggRedditDel.icio.usGoogleLiveSlashdotNetscapeTechnoratiStumbleUponNewsvineFurlYahoo!Smarking

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum