BRIGADA DE TRÂNSITO

PAINEL DO USUÁRIO
Convidado
Mensagens: 0


Alterar
Ver
Tópicos e mensagens

TRÂNSITO
LINKS RÁPIDOS

 



 
     
-
 
Votação

LIMITE VELOCIDADE NA AUTO ESTRADA

48% 48% [ 172 ]
52% 52% [ 185 ]

Total dos votos : 357

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Março 2017
SegTerQuaQuiSexSabDom
  12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Calendário Calendário

POSTO VIRTUAL

 




Multas de trânsito informatizadas a partir de janeiro

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

27122012

Mensagem 

Multas de trânsito informatizadas a partir de janeiro




As multas por infrações ao Código da Estrada vão passar a estar informatizadas a partir de janeiro, reduzindo de seis para três meses o tempo médio da aplicação da sanção, indicou, esta quinta-feira, a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária.

A simplificação e informatização do processo contraordenacional rodoviário vão entrar em funcionamento ao longo do mês de janeiro e compreende cinco fases, disse à agência Lusa fonte da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR).

Segundo a ANSR, uma das fases passa pela "desmaterialização" do processo das infrações rodoviárias, passando os autos das contraordenações a serem processados em formato digital.

Esta medida, adiantou a mesma fonte da ANSR, vai permitir que o tempo médio entre a prática da infração e a aplicação da respetiva sanção passe de seis para três meses.

Para a Segurança Rodoviária, esta medida vai reforçar "o efeito disciplinador da fiscalização e sobretudo a dissuasão das más práticas de condução que, em larga medida, estão na base dos acidentes rodoviários".

A ANSR refere que o novo serviço vai também permitir uma simplificação da linguagem utilizada nas decisões administrativas dos processos de contraordenação, tornando-a "mais facilmente compreendida pelos destinatários" e "aumentando o nível de cumprimento das sanções aplicadas".

Este novo modelo da notificação da decisão terá um resumo com o objetivo de facilitar a leitura e a compreensão da mensagem, dando destaque à informação mais relevante, refere, uma nota da ANSR.

Fonte da ANSR disse à Lusa que metade dos condutores não compreende a notificação e, muitas vezes, entregam a carta de condução e não é necessário, pretendendo esta medida alterar esta decisão e evitar o número de chamadas telefónicas para esclarecimentos.

Também em janeiro vai ser lançado o portal das contraordenações, permitindo ao condutor consultar o estado do seu processo de infrações através da página da Internet da ANSR.

A mesma fonte afirmou que, através do cartão do cidadão, o condutor pode aceder a todo o processo contraordenacional, registar pedidos, pesquisar documentos apreendidos e obter novas referências para pagamento de coimas.

A ANSR adianta que a PSP e GNR vão ter acesso automático à base de dados de infrações dos condutores, o "que lhes permitirá obter, em tempo real, informação relevante para o exercício das suas competências de fiscalização, designadamente a relacionada com eventuais apreensões de títulos de condução que recaiam sobre os condutores fiscalizados".

Os cidadãos vão ainda dispor de mais uma alternativa para o pagamento das multas rodoviárias com a adesão do sistema de informação da ANSR na Rede de Cobranças do Estado.

http://www.jn.pt/PaginaInicial/Sociedade/Interior.aspx?content_id=2966250&page=-1


avatar
BRIOSA BT
ADJUNTO DO COMANDANTE
 ADJUNTO DO COMANDANTE

PAÍS :
MENSAGENS : 1277
LOCALIZAÇÃO : Lisboa
INSCRIÇÃO : 04/01/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Compartilhar este artigo em: BookmarksDiggRedditDel.icio.usGoogleLiveSlashdotNetscapeTechnoratiStumbleUponNewsvineFurlYahoo!Smarking

Multas de trânsito informatizadas a partir de janeiro :: Comentários

avatar

Mensagem em Sex 28 Dez 2012 - 15:12 por periscopio

De certo modo concordo com a medida, por vezes interagimos com condutores a cumprir inibição, e mandamo-los embora sem saber que estes não podiam conduzir, no entanto não tenho dúvidas que aqui a preocupação principal não é o da dissuasão de práticas contrárias à segurança rodoviária, mas sim evitar que continuem a prescrever milhares de autos de contra-ordenação, e que com isso entrem menos alguns milhares de Euros, (talvez milhões), nos cofres do estado… A sinistralidade rodoviária é só para “inglês ver”…

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem em Ter 1 Jan 2013 - 15:50 por lorpa

periscopio escreveu:De certo modo concordo com a medida, por vezes interagimos com condutores a cumprir inibição, e mandamo-los embora sem saber que estes não podiam conduzir, no entanto não tenho dúvidas que aqui a preocupação principal não é o da dissuasão de práticas contrárias à segurança rodoviária, mas sim evitar que continuem a prescrever milhares de autos de contra-ordenação, e que com isso entrem menos alguns milhares de Euros, (talvez milhões), nos cofres do estado… A sinistralidade rodoviária é só para “inglês ver”…



monkey monkey

Voltar ao Topo Ir em baixo

avatar

Mensagem em Sex 4 Jan 2013 - 7:50 por NIC-DT

Eles falam muito e fazem tudo mas é com o trabalho dos outros.... Porque na realidade todos sabemos como é a ANSR!!!

Voltar ao Topo Ir em baixo

avatar

Mensagem em Sex 4 Jan 2013 - 9:34 por RIMR.LFNR

ANSR, IMTT, ACT, etc.....
Sem autos ou processos não há "tacho", desculpem, queria dizer trabalho, para centenas se não milhares de funcionários.
Qual é a novidade deste sistema????
Apenas talvez a informação sobre a situação processual administrativa do condutor, porque o resto já existe, ou será impressão minha!!!!!!!
Tão e será que os postos territoriais também vão começar a passar os autos no SCOT, tou pra ver....
Tão e o orçamento para informatizar todo o dispositivo. Em suma, só tangas!!!!!
Abraço.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem  por Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum