BRIGADA DE TRÂNSITO

PAINEL DO USUÁRIO
Convidado
Mensagens: 0


Alterar
Ver
Tópicos e mensagens

TRÂNSITO
LINKS RÁPIDOS

 



 
     
-
 
Votação

LIMITE VELOCIDADE NA AUTO ESTRADA

48% 48% [ 172 ]
52% 52% [ 185 ]

Total dos votos : 357

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Outubro 2017
SegTerQuaQuiSexSabDom
      1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031     

Calendário Calendário

POSTO VIRTUAL

 




EMEL incentiva produtividade, mas penaliza erros dos fiscais

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

27102012

Mensagem 

EMEL incentiva produtividade, mas penaliza erros dos fiscais




Os fiscais da EMEL – Empresa Pública de Estacionamento de Lisboa têm incentivos à produtividade, mas também são penalizados quando cometem erros, disse o presidente da empresa, garantindo que aqueles funcionários «não inventam multas».
«Não escondemos que temos um sistema de incentivos à produtividade. Não inventámos nada. Imitamos o que se passa em muitas empresas públicas e privadas», disse António Júlio de Almeida.

Segundo o presidente da EMEL, esse é um dos cinco critérios do sistema de incentivos.

«Percebe-se que a fiscalização quanto mais efectiva for, mais induz o pagamento do estacionamento e, nesse aspecto, o sistema de incentivos foi um pilar para que a empresa conseguisse duas coisas básicas: um aumento considerável da produtividade da fiscalização que se tornou mais efectiva e uma paz social: as pessoas participam daquilo que contribuem para a empresa. Participam dos ganhos», afirmou.

Por outro lado, António Júlio de Almeida frisou que existem também critérios eliminatórios «ligados com a assiduidade e com erros: três erros seguidos e os fiscais já não têm prémio, para evitar a caça à multa».

«Não queremos que andem na caça à multa e só é multado quem está em condições de ser multado, só é bloqueado quem está em condições de ser bloqueado e só é removido quem está em condições de ser removido. Os nossos funcionários não inventam multas, nem inventam bloqueios. Quem erra, quando erra, não há prémio para ninguém», sublinhou.

Segundo o presidente da EMEL, «os indicadores de multa, bloqueio ou reboque por lugar de estacionamento são duas a três vezes inferiores aos de qualquer cidade espanhola, inglesa, francesa, canadiana ou norte-americana que usamos para comparação».

«Não é um sinal que a nossa fiscalização seja extremamente agressiva ou intolerante», indicou.

António Júlio de Almeida disse que as multas pesam menos de cinco por cento das receitas da EMEL e referiu que a empresa emite entre 22 a 25 mil multas por mês.

O presidente da EMEL falava na sequência da notícia do jornal Público do passado domingo, segundo a qual, e citando o vereador da Mobilidade, Nunes da Silva, o salário dos fiscais da empresa vai deixar de depender da quantidade de multas passadas.

Segundo Nunes da Silva, o sistema de incentivos à produtividade «tem resultados perversos».

http://sol.sapo.pt/inicio/Sociedade/Interior.aspx?content_id=61817


avatar
BRIOSA BT
ADJUNTO DO COMANDANTE
 ADJUNTO DO COMANDANTE

PAÍS :
MENSAGENS : 1277
LOCALIZAÇÃO : Lisboa
INSCRIÇÃO : 04/01/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Compartilhar este artigo em: BookmarksDiggRedditDel.icio.usGoogleLiveSlashdotNetscapeTechnoratiStumbleUponNewsvineFurlYahoo!Smarking

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum