BRIGADA DE TRÂNSITO

PAINEL DO USUÁRIO
Convidado
Mensagens: 0


Alterar
Ver
Tópicos e mensagens

TRÂNSITO
LINKS RÁPIDOS

 



 
     
-
 
Votação

LIMITE VELOCIDADE NA AUTO ESTRADA

48% 48% [ 172 ]
52% 52% [ 185 ]

Total dos votos : 357

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Junho 2017
SegTerQuaQuiSexSabDom
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Calendário Calendário

POSTO VIRTUAL

 




Tráfego Menos 12 500 carros por dia Principais auto-estradas com quebras

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

29072012

Mensagem 

Tráfego Menos 12 500 carros por dia Principais auto-estradas com quebras




Tráfego
Menos 12 500 carros por dia


Principais auto-estradas com quebras


Os portugueses fogem das portagens



http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/exclusivo-cm/menos-12-500-carros-por-dia


avatar
BTBRAVO
2º COMANDANTE
 2º COMANDANTE

PAÍS :
MENSAGENS : 6247
LOCALIZAÇÃO : Lisboa
EMPREGO : BRIGADA DE TRÂNSITO
INSCRIÇÃO : 05/02/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

Compartilhar este artigo em: BookmarksDiggRedditDel.icio.usGoogleLiveSlashdotNetscapeTechnoratiStumbleUponNewsvineFurlYahoo!Smarking

Tráfego Menos 12 500 carros por dia Principais auto-estradas com quebras :: Comentários

avatar

Mensagem em Dom 29 Jul 2012 - 8:29 por grepolis

Que novidade, ao preço que andam os combustíveis e o preço exagerado que se paga para se circular pelas auto estradas, é óbvio que o tráfego seja menos e cada vez vai reduzir ainda mais, a juntar a isto e com todas estas medidas que este governo (que nos governa ou nos desgoverna já sei qual é a sua função muito sinceramente se é governar ou desgovernar) vêm adoptando que é tirar dinheiro aos Portugueses, como é que se pode andar nas auto - estradas, só mesmo por necessidade é que são utilizadas.
Baixem o preço dos combustíveis e das portagens e assim pode ser que os automobilistas voltem a circular nas AE, porque se não for assim não vejo outra maneira de os automobilistas lá circular.

Voltar ao Topo Ir em baixo

avatar

Mensagem em Dom 29 Jul 2012 - 15:06 por MAKARIO

O homem dos "graficos" da ANSR não faz um da relação destes numeros com a diminuição da Sinistralidade, com os artistas que vemos diariamente na estrada se tivessem mais onde bater a sinistralidade não tinha diminuido.

Voltar ao Topo Ir em baixo

avatar

Mensagem em Seg 30 Jul 2012 - 11:02 por periscopio

De fato noto uma diminuição do trânsito, tanto nas AE como nas EN, e é óbvio que a diminuição da sinistralidade registada tem também a ver com isso.

Penso que seria um exercício interessante, comparar a sinistralidade registada pela GNR/PSP, com as entradas de participações nas seguradoras. Nas mãos destas últimas, certamente, estará o indicador mais exato da real sinistralidade ocorrida, porque muita dela não é registada pelas forças de segurança, em especial nas áreas de intervenção da PSP.

Com estes indicadores, poder-se-ia saber se os condutores portugueses estão de fato a ter menos acidentes de viação do que aqui há alguns anos atrás, (mesmo com menos veículos a circular). Veículos esses, cada vez mais apetrechados com dispositivos técnicos de segurança passiva e ativa instalados, fruto do gradual avanço tecnológico, que também influencia a sinistralidade.

O aumento galopante do preço dos combustíveis, força os condutores a reduzirem as velocidades. É também por esse motivo que a sinistralidade diminui, (menos acidentes e com consequências menos gravosas).

Voltar ao Topo Ir em baixo

avatar

Mensagem em Ter 31 Jul 2012 - 8:08 por grepolis

Estou completamente de acordo com o que diz o senhor "periscópio" neste excerto da sua frase e que passo a citar "Penso que seria um exercício interessante, comparar a sinistralidade registada pela GNR/PSP, com as entradas de participações nas seguradoras. Nas mãos destas últimas, certamente, estará o indicador mais exato da real sinistralidade ocorrida, porque muita dela não é registada pelas forças de segurança, em especial nas áreas de intervenção da PSP" porque ao preço que fica actualmente uma participação de acidente e com a crise instalada no nosso país, a maioria dos intervenientes optam por não chamar as autoridades por isso fazem as declarações amigáveis, tendo este tipo de expediente subido 80% do que se vinha a verificar em acidentes de viação .
Agora é assim se a ANSR ou o MAI ou outra entidade qualquer, quiser ter todos os dados correctos sobre sinistralidade rodoviária e não andar aqui a enganar as pessoas menos esclarecidas nestas matérias que houve menos x..... ou mais x ........ não é através das participações da GNR ou a PSP que vão ter a verdadeira estatística de acidentes rodoviários e das suas consequências no nosso país, porque esses dados com que está entidade (ANSR) fazem as estatísticas não correspondem a realidade dos factos existente no nosso país nesta matéria de sinistralidade rodoviária, se querem mesmo ter a noção exacta se é que estão interessados a saber se a sinistralidade aumentou ou diminuiu é muito simples, compilem todos dados sobre acidentes de viação de todas as companhias de seguros que existem em Portugal e vão chegar aos números verdadeiros.
Agora se calhar digo eu, não interessa muito a estás entidades ( MAI e ANSR) ou a outras, saberem os números verdadeiros da sinistralidade rodoviária em Portugal e divulgados aos portugueses por variadíssimos factores que não vale a pena estar aqui a mencionar, por isso se cingem somente as participações elaboradas pelas duas forças policiais (GNR e PSP).

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem  por Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum