BRIGADA DE TRÂNSITO

PAINEL DO USUÁRIO
Convidado
Mensagens: 0


Alterar
Ver
Tópicos e mensagens

TRÂNSITO
LINKS RÁPIDOS

 



 
     
-
 
Votação

LIMITE VELOCIDADE NA AUTO ESTRADA

48% 48% [ 172 ]
52% 52% [ 185 ]

Total dos votos : 357

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Outubro 2017
SegTerQuaQuiSexSabDom
      1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031     

Calendário Calendário

POSTO VIRTUAL

 




MAI pode ter desperdiçado vários milhões de euros

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

08022012

Mensagem 

MAI pode ter desperdiçado vários milhões de euros




A Associação de Empresas de Software Open Source Portuguesas (ESAOP) calcula que o Ministério da Administração Interna (MAI) possa ter gasto vários milhões de euros a mais, ao adjudicar directamente o licenciamento de programas informáticos.
Depois de uma adjudicação de quase 10 milhões feita em 2009 à Microsoft, no passado dia 2 o Conselho de Ministros anunciou que autorizou aquele Ministério a fazer outra adjudicação à mesma empresa, e para o mesmo efeito, no valor de cerca de nove milhões de euros.

A ESOP considera que a atitude do Governo «não respeita a lei da concorrência e os mais elementares princípios da boa gestão dos dinheiros públicos», escreve em comunicado divulgado hoje.

Acrescenta ainda que «não poderá existir uma ‘relevante redução de despesa’, sem uma verdadeira concorrência e sem o fim de privilégios».

Contactada pela Lusa, a associação disse não poder calcular o valor que o Estado poderia ter poupado se tivesse realizado concurso para as licenças, já que não obteve resposta ao pedido que fez em 2009 para saber a que tipo de licenças se referia o contrato de então.

Contudo, numa simulação, e admitindo que um dos contratos se refere ao licenciamento de software de produtividade para computadores pessoais com o sistema operativo Windows, a poupança seria de metade do investimento se optassem por programas de empresas portuguesas, sócias da ESOP.

Já sobre a possibilidade de o outro contrato se referir ao licenciamento do próprio sistema alternativo, o recurso a empresas nacionais ficaria por apenas um terço do valor investido, atendendo, nos dois casos, a que os contratos abrangeriam licenças para os quase 50 mil funcionários tutelados pelo Ministério da Administração Interna.

Na estimativa enviada à agência Lusa pela ESOP as poupanças poderiam atingir quase 4,5 milhões de euros, nos dois contratos, se tivessem sido realizados concursos públicos.

«Portugal não poderá sair da situação em que se encontra se continuarem a existir ‘áreas protegidas’, onde a concorrência não é admitida», considera a Associação, que reúne mais de 20 empresas.

A Lusa tentou obter um comentário do Ministério da Administra Interna, mas tal não foi possível em tempo útil.

http://sol.sapo.pt/inicio/Politica/Interior.aspx?content_id=41009


avatar
BRIOSA BT
ADJUNTO DO COMANDANTE
 ADJUNTO DO COMANDANTE

PAÍS :
MENSAGENS : 1277
LOCALIZAÇÃO : Lisboa
INSCRIÇÃO : 04/01/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Compartilhar este artigo em: BookmarksDiggRedditDel.icio.usGoogleLiveSlashdotNetscapeTechnoratiStumbleUponNewsvineFurlYahoo!Smarking

MAI pode ter desperdiçado vários milhões de euros :: Comentários

avatar

Mensagem em Qua 8 Fev 2012 - 16:46 por Mário Lino

Tão poupadinhos, para as forças de segurança, agora é mandar milhões a rua, dinheiro não é deles...

Voltar ao Topo Ir em baixo

avatar

Mensagem em Qui 9 Fev 2012 - 12:47 por grepolis

se desperdiçaram foi porque não precisam dele, já tinham o suficiente para cobrir as despesas rsrsrsrsrsr

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem  por Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum