BRIGADA DE TRÂNSITO

PAINEL DO USUÁRIO
Convidado
Mensagens: 0


Alterar
Ver
Tópicos e mensagens

TRÂNSITO
LINKS RÁPIDOS

 



 
     
-
 
Votação

LIMITE VELOCIDADE NA AUTO ESTRADA

48% 48% [ 172 ]
52% 52% [ 185 ]

Total dos votos : 357

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Maio 2018
SegTerQuaQuiSexSabDom
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031   

Calendário Calendário

POSTO VIRTUAL

 




Guardas prisionais recebem «enquanto descansam»

Ir em baixo

16112011

Mensagem 

Guardas prisionais recebem «enquanto descansam»




Guardas prisionais recebem «enquanto descansam»

Ministra da Justiça justifica não contratação com congelamento de admissões no Estado e diz que tutela já gastou 12 milhões com horas extraordinárias

A ministra da Justiça justificou esta terça-feira, no Parlamento, a não contratação de novos guardas prisionais com o congelamento das admissões no Estado. Paula Teixeira da Cruz desdramatizou a questão, ao dizer que os 4 408 guardas que existem estão dentro da média europeia.

«Não posso contratar guardas prisionais por obediência à lei», disse Paula Teixeira da Cruz, citada pela Lusa. A ministra falava em resposta às preocupações manifestadas pelo deputado do PCP João Oliveira, numa altura em que o sistema prisional está a alargar a capacidade de lotação em cerca de 500 vagas.

A Paula Teixeira da Cruz referiu que, apesar do entrave nas admissões, estão a decorrer negociações com o Sindicato do Corpo da Guarda Prisional para a revisão do estatuto profissional e alteração do sistema de escalas.

A titular da pasta da Justiça revelou ainda que o Ministério gasta 12 milhões de euros com horas extraordinárias dos guardas prisionais e que há «guardas que, enquanto descansam, estão a receber» horas extraordinárias.

O deputado Ricardo Rodrigues, do PS, alertou para o enorme défice de guardas prisionais e para o facto de haver camaratas para 50 reclusos nalgumas cadeias, designadamente em Ponta Delgada. Ricardo Rodrigues questionou também a ministra sobre a construção de novos estabelecimentos prisionais.

Já João Oliveira, do PCP, criticou o «encarecimento da justiça» e o aumento de custas judiciais e outras taxas pagas pelos cidadãos em serviços prestados por organismos sob a tutela do Ministério da Justiça. João Oliveira considerou que as receitas previstas através do Registo Predial não se irão concretizar porque a queda do imobiliário é «abrupta».

Paula Teixeira da Cruz respondeu que em 2011 já foram pagas «tranches» de 16 milhões, 1,6 milhões e 6,8 milhões de euros, mas que a dívida herdada do Governo PS neste «dossier» atingiu os 50 milhões de euros. A ministra enfatizou que, desde que o Governo assumiu funções, já gastou 6,8 milhões de euros em apoio judiciário, quando em igual período (Junho/Novembro) a dívida contraída com este serviço foi de 5,8 milhões.

Video em:

http://www.tvi24.iol.pt/sociedade/prisoes-guardas-justica-ministra-paula-teixeira-da-cruz-tvi24/1298978-4071.html


avatar
BTBRAVO
2º COMANDANTE
 2º COMANDANTE

PAÍS :
MENSAGENS : 6247
LOCALIZAÇÃO : Lisboa
EMPREGO : BRIGADA DE TRÂNSITO
INSCRIÇÃO : 05/02/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

Compartilhar este artigo em: diggdeliciousredditstumbleuponslashdotyahoogooglelive

Guardas prisionais recebem «enquanto descansam» :: Comentários

avatar

Mensagem em Qui 17 Nov 2011 - 10:56 por grepolis

A titular da pasta da Justiça revelou ainda que o Ministério gasta 12 milhões de euros com horas extraordinárias dos guardas prisionais e que há «guardas que, enquanto descansam, estão a receber» horas extraordinárias.

Será que isto é possível não quero acreditar mas se a senhora ministra responsável pelos guardas prisionais o diz é porque têm informações e dados que isso acontece para dizer isso de certeza só pode.

Voltar ao Topo Ir em baixo

avatar

Mensagem em Qui 17 Nov 2011 - 14:09 por A lámina

E os guardas e os policias não recebem horas extraordinárias porquê????

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem em Sex 18 Nov 2011 - 3:43 por pittbull

È uma boa ideia, a GNR podia pagar so a quem andasse acordado, de certeza que havia muita gente que ficava sem vencimento... :)

Voltar ao Topo Ir em baixo

avatar

Mensagem em Sab 19 Nov 2011 - 3:22 por 666

Dentro da guarda passa-se precisamente a mesma coisa com as salas de situação!! A guarda paga enquanto eles dormem em casa!!!

O camarada zé alho pode muito bem dar conhecimento desta situação à tutela! A verba que é desviada para engordar o salario dos oficiais é de todos nós!! É dinheiro que faz falta para criar melhores condições de trabalho.

Deve alertar também para o facto de haver em cada comando territorial 3 bares e 3 messes. Actualmente já não há justificação para tal uma vez que o efetivo foi reduzido dentro dos comandos.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem  por Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum